Que frutos secos e sementes fornecem mais Ómega 3?

Os ácidos gordos são um tipo de lípidos que variam consoante o seu tamanho em cadeias de carbono, tendo um papel importante como fonte de energia para as células.

Estes dividem-se em ácidos gordos saturados (AGS), ácidos gordos monoinsaturados (AGM) e ácidos gordos polinsaturados (AGP). Existem ainda ácidos gordos denominados essenciais ao nosso organismo, tais como o ómega 3, ácido eicosapentaenoico (EPA) e ómega 6, ácido docosa-hexaenóico (DHA), pois só os conseguimos obter através da alimentação, uma vez que não os produzimos. (1)

O ómega 3 é conhecido pelos seus efeitos benéficos associados ao melhor funcionamento do sistema circulatório e menor risco cardiovascular. Também apresenta efeitos positivos nas alterações neurológicas, na aprendizagem e na acuidade visual. (1)

São fontes alimentares de ómega 3 peixes e óleos de peixes gordos, mariscos e algas, óleos vegetais, alguns hortícolas de cor escura e frutos secos e sementes, através da extração do ácido alfa-linoleico (ALA). (1)

Os frutos secos que fornecem maior teor de ómega 3 são as nozes (38g/100g), amêndoas (13,9g/100g), cajus (8,7g/100g), pistácios (7,7g/100g) e avelãs (6,1g/100g). Quanto às sementes, as que fornecem maior quantidade de ómega 3 são as sementes de girassol (30g/100g), sementes de papoila (27,2g/100g), sementes de sésamo (23,8g/100g), sementes de abóbora (20g/100g), sementes de cânhamo (15g/100g), sementes de linhaça (6g/100g) e sementes de chia (5,8g/100g). (2)

 

Referências bibliográficas

  • Nutrimento, (2015). Os alimentos que protegem o coração.
  • PortFIR (2019). Tabela de Composição dos Alimentos

Outras Dicas

Pontos de Venda

Pontos de Venda

Menu