Diferenças entre a Alfarroba e Cacau

O cacau em pó é obtido a partir da pasta de cacau proveniente do fruto do cacaueiro (Theobroma cacao L., Malvaceae). É preparado a partir de sementes que sofrem processos de fermentação, secagem, torrefação, moagem e prensa. O cacau tem uma enorme complexidade, contendo mais de 300 constituintes diferentes. Os seus principais componentes incluem: manteiga de cacau (ácidos gordos: oleico, esteárico e palmítico), minerais (magnésio, potássio, ferro e zinco), metilxantinas (teobromina e cafeína), polifenóis (tais como os flavonóides, presentes em alta concentração no cacau), além de outros compostos como tiramina, triptofano e serotonina. Os polifenóis são um grande grupo de compostos encontrados em frutas e vegetais, com grande potencial na melhoria da saúde e prevenção de numerosas doenças, atribuída às suas propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e cardioprotetoras. Para além disso, a fibra do cacau pode ser considerada uma excelente fonte de fibra alimentar. Adicionalmente, o cacau parece proteger contra danos oxidativos pelo seu conteúdo em compostos fenólicos (epicatequina), e tem também potenciais benefícios na ativação plaquetária, oxidação de LDL, perfil lipídico, vasodilatação, inflamação, pressão sanguínea e resistência à insulina, que se podem traduzir em importantes benefícios cardiovasculares.

A alfarroba (Ceratonia siliqua L.) é uma espécie de vagem que pertence à família Leguminosae.  A partir da semente é possível obter uma goma, amplamente utilizada na indústria alimentar para modificar a textura de diversos produtos. Relativamente à farinha de alfarroba, é produzida a partir da vagem, sofrendo secagem, trituração e torrefação. Contém diversos fitoconstituintes bioativos em todas as suas partes (folhas, vagens e sementes). Na sua constituição apresenta ácidos fenólicos, flavonóides, alcalóides e taninos que exibem uma alta atividade antioxidante, e os extratos de alfarroba têm propriedades antidiarreicas, antibacterianas, antifúngicas, anti-inflamatórias, antidiabéticas e também efeitos hepatoprotetores e antiproliferativos.

Esta farinha possui cor, sabor e aroma semelhantes ao cacau, porém apresenta diferenças significativas em termos de composição nutricional.

Principais diferenças a nível nutricional

  • Teor de gordura
    O cacau em pó apresenta um teor de gordura de 23,4 g por 100 g, enquanto a farinha de alfarroba apresenta baixo teor em gordura, na ordem dos 0,3 g por 100 g e não apresenta ácidos gordos saturados na sua composição.
  • Teor em hidratos de carbono
    O cacau possui apenas 11,1 g deste macronutriente por 100 g de alimento, ao passo que a alfarroba é maioritariamente constituída por ele, apresentando 85,6 g/100 g.
  • Teor proteico
    O cacau apresenta um teor proteico francamente superior à alfarroba (19,6 g/100 g vs 3,2 g/100 g)
  • Fibra
    Ambos apresentam um teor de fibra elevado, mas o cacau contém 12,1 g/100 g, enquanto a alfarroba contém 5,0 g/100 g)
  • Teor em vitaminas e minerais
    A alfarroba é rica em cálcio, ao passo que o cacau é fonte de potássio, fósforo e magnésio.
  • Teor proteico
Energia (kcal) 368 358
Lípidos (g) 0,3 23,4
Ácidos gordos saturados (g) 0 13,8
Ácidos gordos monoinsaturados (g) 0,1 7,8
Ácidos gordos polinsaturados (g) 0,1 0,6
Ácido linoleico (g) 0,1 0,6
Hidratos de carbono (g) 85,6 11,1
Açúcar (g) 42 0
Sal (g) 0,1 0,1
Fibra (g) 5,0 12,1
Proteína (g) 3,2 19,6
Vitamina A (µg) 1,0 0
Caroteno (µg) 6 0
Vitamina D (µg) 0 0
Alfa-tocoferol (mg) 0 0,5
Tiamina (mg) 0,050 0,12
Riboflavina (mg) 0,46 0,3
Niacina (mg) 1,3 3,1
Triptofano (mg) 0,6 3,5
Vitamina B6 (mg) 0,37 0,11
Vitamina B12 (µg) 0 0
Vitamina C (mg) 0 0
Folatos (µg) 29 34
Sódio (mg) 35 34
Potássio (mg) 830 1840
Cálcio (mg) 350 110
Fósforo (mg) 79 550
Magnésio (mg) 54 410
Ferro (mg) 3,0 5,8
Zinco (mg) 0,9 1,9

O cacau apresenta um teor proteico francamente superior à alfarroba (19,6 g/100 g vs 3,2 g/100 g)

  • Fibra
    Ambos apresentam um teor de fibra elevado, mas o cacau contém 12,1 g/100 g, enquanto a alfarroba contém 5,0 g/100 g)
  • Teor em vitaminas e minerais
    A alfarroba é rica em cálcio, ao passo que o cacau é fonte de potássio, fósforo e magnésio.

Fonte: Tabela INSA 2018

De igual modo, o cacau e a alfarroba diferem quanto ao seu conteúdo em alguns compostos. Com efeito, a alfarroba não possui os compostos estimulantes encontrados no cacau, tais como a cafeína e a teobromina, que são considerados fatores antinutricionais, podendo a alfarroba ser um excelente substituto para pessoas sensíveis à cafeína. Da mesma forma, não provoca dores de cabeça, visto que, ao contrário do cacau, a alfarroba não possui tiramina, que consiste num produto produzido pelo corpo a partir do aminoácido tirosina e que, em quantidades elevadas, pode provocar dores de cabeça.

Em suma, o cacau e a alfarroba são dois alimentos com sabor, cor e aroma semelhantes, mas com composição nutricional muito díspar, pelo que a opção por um ou por outro deverá ser feita de forma individual de acordo com os objetivos, gostos, necessidades e particularidades de cada pessoa.

Comparação entre os pães de alfarroba, beterraba e abóbora

A beterraba (Beta vulgaris L., família Chenopodiaceae) é uma planta que contém fitoquímicos biologicamente ativos, incluindo betalaínas, flavonóides, polifenóis e nitrato. O nitrato e o nitrito na dieta servem como fontes de óxido nítrico, que por sua vez possuem um papel vital na regulação do tónus vascular e da pressão arterial e controlam a inflamação sistémica, podendo a beterraba ser benéfica no tratamento de tumores do intestino, mama, estômago e útero.

Por sua vez, a abóbora (Cucurbita pepo L., família Cucurbitaceae) é uma fruta que se distingue pelas suas sementes comestíveis, ricas em proteínas e vitamina E e das quais pode ser extraído um óleo comestível, rico em ácido oleico. A segunda parte mais importante é o seu fruto, apresentando um bom conteúdo de betacaroteno e um conteúdo moderado de hidratos de carbono, vitaminas e minerais. A abóbora é benéfica para a saúde, já que contém vários componentes biologicamente ativos, como polissacáridos, ácido para-aminobenzóico, óleos, esteróis, proteínas e péptidos, e é uma boa fonte de carotenóides e ácido γ-aminobutírico. Além disso, a abóbora tem efeitos benéficos para a saúde, como potencial antidiabético, anticarcinogénico, antioxidante e antimicrobiano, e através do seu importante papel antioxidante pela sua ação citoprotetora.

Relativamente ao perfil nutricional, os pães de alfarroba, beterraba e abóbora são bastante semelhantes. Todos possuem alto teor de fibra e baixo teor de sal e açúcar. Em termos calóricos, possuem todos cerca de 70 kcal por fatia (30 g), sendo que o pão de abóbora se destaca por ser o mais rico em lípidos e hidratos de carbono, o pão de beterraba por possuir maior teor proteico e o pão de alfarroba pelo seu conteúdo em fibra.

Referências:
Medeiros, M. L. and Lannes, S. C. da S. (2010) ‘Propriedades físicas de substitutos do cacau’, Ciência e Tecnologia de Alimentos, 30, pp. 243–253.
Tuenter, E., Foubert, K., & Pieters, L. (2018). Mood Components in Cocoa and Chocolate: The Mood Pyramid. Planta medica, 84(12-13), 839–844.
De Araujo, Q. R., Gattward, J. N., Almoosawi, S., Silva, M. d., Dantas, P. A., & De Araujo Júnior, Q. R. (2016). Cocoa and Human Health: From Head to Foot–A Review. Critical reviews in food science and nutrition, 56(1), 1–12.
COSMOS. COcoa Supplement and Multivitamin Outcomes Study: Why Is COSMOS Important? Consultado a 08 de março de 2020 em: https://www.cosmostrial.org/why-is-cosmos-important.html
Asgary, S., Rastqar, A., & Keshvari, M. (2018). Functional Food and Cardiovascular Disease Prevention and Treatment: A Review. Journal of the American College of Nutrition, 37(5), 429– 455.

Outras Dicas

Pontos de Venda

Pontos de Venda

Menu